Página 3 de 29

Ciclismo

Ciclismo (Foto: Divulgação)

Em uma prova onde o principal adversário foi o calor, com temperatura de 35 graus, a equipe de Osasco de ciclismo – Team Osasco Audax Cycling – fez bonito no Desafio Sesc de Verão, disputado no último domingo, em Sorocaba. Jéssica Braz ficou em primeiro lugar entre as mulheres. E Sidnei Fernandes ficou em 3º no masculino.

Além da sede de vitória, eles também precisaram de muita água para enfrentar o calor. A Team Osasco chegou a consumir cerca de 30 litros de água durante a prova, que durou 60 minutos na elite feminina e 90 na masculina.

“Por causa do forte calor a gente precisa redobrar a atenção, o desgaste é muito maior. Mas consegui manter o foco para conquistar essa vitória”, comentou Jéssica. Já Sidnei só não comemorou a vitória devido a um acidente na última volta. “Tracei ali uma estratégia para vencer, mas acabei me envolvendo em uma queda. Os primeiros colocados abriram uma vantagem que não consegui tirar, mas o resultado foi bom, considerando esse revés”, disse.

O Desafio Verão Sesc de Ciclismo contou pontos para o ranking nacional. O próximo compromisso da equipe será em São José dos Campos, no dia 5 de março, na 1ª etapa do Campeonato Paulista de Resistência.

Serviço secreto atuará em toda cidade. Meta é dar voz de prisão e levar para a delegacia os fora da lei

Valdeci Magdaleno

Valdeci Magdaleno (Foto: Maximiliano Soriani)

(políEste endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.)

Quando menos se esperar, terá uma viatura descaracterizada”. Foi assim que o secretário da Segurança e Controle Urbano de Osasco, Valdeci Magdaleno, descreveu sua intenção em criar uma ala da Guarda Municipal que circule à paisana pela cidade, tática muito comum da Polícia Civil.

Antes de assumir a Secretaria, ele era delegado. Outra medida inovadora será treinar a guarda para dar voz de prisão e levar os suspeitos para a delegacia. “Se for preciso, eles farão”, alertou.

Ainda não há detalhes de quantos homens irão integrar esse serviço secreto. O projeto está em estudo e, o secretário, pretende implementá-lo o mais rápido possível.

O objetivo de Valdeci é um só: “acabar com a baderna e ampliar a segurança da população”.

Para isso, o secretário conta com o apoio da Polícia Militar e da Polícia Civil em vários programas da prefeitura, como o Amanhecer Seguro, no qual viaturas e motocicletas da PM, Rocam e Guarda Municipal, das 5h às 9h, fazem rondas nos pontos de ônibus.

Em uma das ações, a Rocam e Guarda interceptaram dois motoqueiros na região do 2º DP de Osasco.

Eles estavam armados, tentaram trocar tiros com a Guarda Municipal, um deles foi baleado e os outro, preso.

Com isso, apareceram três vítimas de roubos deles. Era uma moto preta.

“Essa operação reduz o número de assaltos a trabalhadores durante a madrugada, período em que são alvos fáceis dos bandidos”, finalizou.
 
 
 
 
 

Serviço secreto atuará em toda cidade. Meta é dar voz de prisão e levar para a delegacia os fora da lei

Valdeci Magdaleno

Valdeci Magdaleno (Foto: Maximiliano Soriani)

(políEste endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.)

Quando menos se esperar, terá uma viatura descaracterizada”. Foi assim que o secretário da Segurança e Controle Urbano de Osasco, Valdeci Magdaleno, descreveu sua intenção em criar uma ala da Guarda Municipal que circule à paisana pela cidade, tática muito comum da Polícia Civil.

Antes de assumir a Secretaria, ele era delegado. Outra medida inovadora será treinar a guarda para dar voz de prisão e levar os suspeitos para a delegacia. “Se for preciso, eles farão”, alertou.

Ainda não há detalhes de quantos homens irão integrar esse serviço secreto. O projeto está em estudo e, o secretário, pretende implementá-lo o mais rápido possível.

O objetivo de Valdeci é um só: “acabar com a baderna e ampliar a segurança da população”.

Para isso, o secretário conta com o apoio da Polícia Militar e da Polícia Civil em vários programas da prefeitura, como o Amanhecer Seguro, no qual viaturas e motocicletas da PM, Rocam e Guarda Municipal, das 5h às 9h, fazem rondas nos pontos de ônibus.

Em uma das ações, a Rocam e Guarda interceptaram dois motoqueiros na região do 2º DP de Osasco.

Eles estavam armados, tentaram trocar tiros com a Guarda Municipal, um deles foi baleado e os outro, preso.

Com isso, apareceram três vítimas de roubos deles. Era uma moto preta.

“Essa operação reduz o número de assaltos a trabalhadores durante a madrugada, período em que são alvos fáceis dos bandidos”, finalizou.
 
 
 
 
 

O Osasco não resistiu à força do Minas em Belo Horizonte e foi superado por 3 sets a 0, com parciais de 25/20, 25/19 e 25/22, em duelo realizado nesta sexta-feira. Com o resultado, o time paulista permanece na terceira posição, com 42 pontos. O líder é o Rio de Janeiro, com 50 pontos.

O próximo compromisso da equipe de Luizomar de Moura será o confronto direto com o Praia Clube, vice-líder da Superliga, na próxima quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), no ginásio José Liberatti.

O jogo – Irregular, o Osasco foi dominado pelo Minas no primeiro set. A equipe da casa logo abriu 6/2 e depois 11/6. O Osasco retomou a concentração e chegou a diminuir a desvantagem, mas não foi suficiente. O Minas manteve a dianteira no placar e conseguiu fechar em 25/20.

(Foto: João Neto/Fotojump)Bloqueio do Minas parou o ataque do Osasco (Foto: João Neto/Fotojump)

A segunda parcial começou de maneira parecida. O Minas permaneceu na frente, apresentando poucos erros e sem dar chances ao Osasco. O time mineiro foi ampliando a vantagem e não teve dificuldades para fazer 25/19.

No terceiro set, o Minas continuou controlando as ações e logo abriu 19/11, dando a impressão de que a vitória era apenas questão de tempo. O Osasco, entretanto, não se entregou e reduziu a diferença para 20/16 após uma boa sequência de Bia, com bloqueios e os contra-ataques.

O time paulista ainda conseguiu encostar com uma sequência de saques de Dani Lins, que desestabilizou a recepção adversária e fez 23/22. O Minas, no entanto, recuperou a concentração e deu números finais ao set e ao jogo.

O Osasco não resistiu à força do Minas em Belo Horizonte e foi superado por 3 sets a 0, com parciais de 25/20, 25/19 e 25/22, em duelo realizado nesta sexta-feira. Com o resultado, o time paulista permanece na terceira posição, com 42 pontos. O líder é o Rio de Janeiro, com 50 pontos.

O próximo compromisso da equipe de Luizomar de Moura será o confronto direto com o Praia Clube, vice-líder da Superliga, na próxima quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), no ginásio José Liberatti.

O jogo – Irregular, o Osasco foi dominado pelo Minas no primeiro set. A equipe da casa logo abriu 6/2 e depois 11/6. O Osasco retomou a concentração e chegou a diminuir a desvantagem, mas não foi suficiente. O Minas manteve a dianteira no placar e conseguiu fechar em 25/20.

(Foto: João Neto/Fotojump)Bloqueio do Minas parou o ataque do Osasco (Foto: João Neto/Fotojump)

A segunda parcial começou de maneira parecida. O Minas permaneceu na frente, apresentando poucos erros e sem dar chances ao Osasco. O time mineiro foi ampliando a vantagem e não teve dificuldades para fazer 25/19.

No terceiro set, o Minas continuou controlando as ações e logo abriu 19/11, dando a impressão de que a vitória era apenas questão de tempo. O Osasco, entretanto, não se entregou e reduziu a diferença para 20/16 após uma boa sequência de Bia, com bloqueios e os contra-ataques.

O time paulista ainda conseguiu encostar com uma sequência de saques de Dani Lins, que desestabilizou a recepção adversária e fez 23/22. O Minas, no entanto, recuperou a concentração e deu números finais ao set e ao jogo.

É hoje. O jogo contra Osasco vai dar a exata dimensão do atual estágio do Minas e responder várias questões.

A última derrota na Superliga aconteceu há quase dois meses para o Rio ainda em dezembro por 3 a 1.

De lá para cá o Minas somou 7 vitórias passando por Valinhos, Bauru, São Caetano, Pinheiros, Sesi, Rio do Sul e o ‘penetra’ Brasília.

Os números nesse caso impressionam mais do que os adversários derrotados. Apenas o resultado diante de Bauru deve ser levado em consideração e ainda assim o Minas suou para fazer 3 a 2.

304285-676572-jnet2288

O resto era obrigação.

Teste mesmo será quando enfrentar os grandes Osasco e Rio. Hoje vale.

O Minas, nesse meio tempo, se vangloria e enche de orgulho por ter levado o vice-campeonato da Copa Brasil.

Direito dele.

O que era previsto aconteceu e Jaqueline virou titular. O Minas terá força máxima. A prova dos nove será logo mais.

Página 3 de 29