Página 3 de 45

O Comando de Policiamento Metropolitano da Polícia Militar, por meio do Comando de Policiamento de Área Metropolitana Oito, realiza nesta terça-feira, 16, a Operação Força Metropolitana Simultânea. A ação acontece em 15 cidades da região Oeste da Grande São Paulo, incluindo Osasco, Barueri e Carapicuíba.

Operação envolve centenas de policiais

Participam da operação, entre outros, policiais militares do 1º Batalhão de Policiamento de Choque – ROTA, do 1° Comando de Policiamento de Trânsito – CPTran, do Grupamento Aéreo – GRPAe, do Comando de Policiamento Rodoviário – CPRv e do Comando de Policiamento Ambiental – CPAmb, o que trará grande efetividade ao planejamento estratégico da operação, além de resultados imediatos e efetivos no tocante à Segurança Pública beneficiando a comunidade de toda a região.

“A Operação Força Metropolitana Simultânea ocorrerá em todos os batalhões do CPA/M-8, englobando os seus quinze municípios de forma concomitante, objetivando a inibição da prática de eventos delituosos e a consequente diminuição dos indicadores criminais, através da atividade de polícia ostensiva e preservação da ordem pública”, diz a comunicação da PM.

O Comando de Policiamento Metropolitano da Polícia Militar, por meio do Comando de Policiamento de Área Metropolitana Oito, realiza nesta terça-feira, 16, a Operação Força Metropolitana Simultânea. A ação acontece em 15 cidades da região Oeste da Grande São Paulo, incluindo Osasco, Barueri e Carapicuíba.

Operação envolve centenas de policiais

Participam da operação, entre outros, policiais militares do 1º Batalhão de Policiamento de Choque – ROTA, do 1° Comando de Policiamento de Trânsito – CPTran, do Grupamento Aéreo – GRPAe, do Comando de Policiamento Rodoviário – CPRv e do Comando de Policiamento Ambiental – CPAmb, o que trará grande efetividade ao planejamento estratégico da operação, além de resultados imediatos e efetivos no tocante à Segurança Pública beneficiando a comunidade de toda a região.

“A Operação Força Metropolitana Simultânea ocorrerá em todos os batalhões do CPA/M-8, englobando os seus quinze municípios de forma concomitante, objetivando a inibição da prática de eventos delituosos e a consequente diminuição dos indicadores criminais, através da atividade de polícia ostensiva e preservação da ordem pública”, diz a comunicação da PM.

Rota e Força Tática reforçam blitze para combater roubos e tráfico. Haverá também fiscalização de motociclistas e teste do bafômetro

Equipes da Rota reforçam a operação em Osasco

Equipes da Rota reforçam a operação em Osasco (Foto: Maranhão)

Uma ação especial da Polícia Militar –a “Operação Força Metropolitana Simultânea – vai envolver 300 PMs nas ruas de Osasco nesta terça-feira, realizando blitze e pontos de bloqueio em pontos estratégicos da cidade. O objetivo é combater principalmente os roubos.

Os locais da operação - ainda não divulgados -  foram escolhidos devido aos índices de criminalidade e também pelo grande movimento de pessoas e de veículos.  Estarão nas ruas, das 15 às 23 horas,  PMs do Policiamento a Pé, Operacional, Batalhão Ômega, Trânsito, Rota, Grupamento Aéreo e Força Tática Centralizada.

Além disso, PMs que realizam serviços administrativos serão destacados para as ruas. Outro reforço será de voluntários inscritos na DEJEM (Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar), programa que paga hora extra para que os policiais trabalhem em suas folgas.

Além de abordagem de pedestres e motoristas, serão feitas operações específicas, como a “Cavalo de Aço Regional”, que tem com foco os motociclistas; e a “Direção Segura”, com testes de bafômetro.  Ações semelhantes acontecem nesta terça-feira em toda a região Metropolitana.

Rota e Força Tática reforçam blitze para combater roubos e tráfico. Haverá também fiscalização de motociclistas e teste do bafômetro

Equipes da Rota reforçam a operação em Osasco

Equipes da Rota reforçam a operação em Osasco (Foto: Maranhão)

Uma ação especial da Polícia Militar –a “Operação Força Metropolitana Simultânea – vai envolver 300 PMs nas ruas de Osasco nesta terça-feira, realizando blitze e pontos de bloqueio em pontos estratégicos da cidade. O objetivo é combater principalmente os roubos.

Os locais da operação - ainda não divulgados -  foram escolhidos devido aos índices de criminalidade e também pelo grande movimento de pessoas e de veículos.  Estarão nas ruas, das 15 às 23 horas,  PMs do Policiamento a Pé, Operacional, Batalhão Ômega, Trânsito, Rota, Grupamento Aéreo e Força Tática Centralizada.

Além disso, PMs que realizam serviços administrativos serão destacados para as ruas. Outro reforço será de voluntários inscritos na DEJEM (Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar), programa que paga hora extra para que os policiais trabalhem em suas folgas.

Além de abordagem de pedestres e motoristas, serão feitas operações específicas, como a “Cavalo de Aço Regional”, que tem com foco os motociclistas; e a “Direção Segura”, com testes de bafômetro.  Ações semelhantes acontecem nesta terça-feira em toda a região Metropolitana.

Osasco não foi páreo diante do talentoso Volero Zurich – Foto: Fotojump

A equipe de Osasco não conseguiu vitória na terceira rodada da fase de grupos do Mundial de Clubes de vôlei feminino, disputado no Japão, que era essencial para a passagem da equipe até as semifinais. Diante do Volero Zurich, da Suíça, o time paulista perdeu por 3 sets a 0, em parciais de 27/25, 25/22 e 25/18, e terminou a fase inicial do torneio na terceira posição.

As osasquenses ainda não se despedem da competição, já que jogarão na madrugada deste sábado em duelo pelo 5º a 8º lugar geral, diante do Hisamitsu Springs, do Japão. Não ostentam, no entanto, mais nenhuma chance de título.

O confronto começou se desenhando favorável para o time brasileiro, e a primeira parcial ficou perto de ser fechada positivamente. Mas após abrir 23/20 e ficar a dois pontos de levar o set, o Osasco apresentou inconsistência e permitiu a virada da equipe suíça, que vem piedade, aproveitou as devoluções que teve para largar na frente.

“Começamos bem e fizemos um primeiro set muito bom. Estávamos com 23 a 20 e, mesmo com três passes na mão, não soubemos aproveitar as oportunidades. Acredito que o time tenha ficado abalado após a perda dessa primeira parcial e daí por diante não rendeu mais o que poderia”, explicou Tandara sobre a oscilação em quadra.

No segundo set, novo domínio do Zurich, que contou com a grande eficiência de seu bloqueio para comandar a parcial e ficar a apenas mais um período de fechar o jogo. Abatidas na última parcial, as garotas do Osasco não conseguiram reagir e foram mais facilmente dominadas, perdendo o duelo. As suíças avançam para a semi do Mundial com o feito de ainda não terem perdido nenhum set na competição.

Osasco não foi páreo diante do talentoso Volero Zurich – Foto: Fotojump

A equipe de Osasco não conseguiu vitória na terceira rodada da fase de grupos do Mundial de Clubes de vôlei feminino, disputado no Japão, que era essencial para a passagem da equipe até as semifinais. Diante do Volero Zurich, da Suíça, o time paulista perdeu por 3 sets a 0, em parciais de 27/25, 25/22 e 25/18, e terminou a fase inicial do torneio na terceira posição.

As osasquenses ainda não se despedem da competição, já que jogarão na madrugada deste sábado em duelo pelo 5º a 8º lugar geral, diante do Hisamitsu Springs, do Japão. Não ostentam, no entanto, mais nenhuma chance de título.

O confronto começou se desenhando favorável para o time brasileiro, e a primeira parcial ficou perto de ser fechada positivamente. Mas após abrir 23/20 e ficar a dois pontos de levar o set, o Osasco apresentou inconsistência e permitiu a virada da equipe suíça, que vem piedade, aproveitou as devoluções que teve para largar na frente.

“Começamos bem e fizemos um primeiro set muito bom. Estávamos com 23 a 20 e, mesmo com três passes na mão, não soubemos aproveitar as oportunidades. Acredito que o time tenha ficado abalado após a perda dessa primeira parcial e daí por diante não rendeu mais o que poderia”, explicou Tandara sobre a oscilação em quadra.

No segundo set, novo domínio do Zurich, que contou com a grande eficiência de seu bloqueio para comandar a parcial e ficar a apenas mais um período de fechar o jogo. Abatidas na última parcial, as garotas do Osasco não conseguiram reagir e foram mais facilmente dominadas, perdendo o duelo. As suíças avançam para a semi do Mundial com o feito de ainda não terem perdido nenhum set na competição.

Página 3 de 45