Página 8 de 29

Caminhão tombou na manhã dessa quinta-feira. Acidente teve princípio de incêndio

Caminhão com gás cai em córrego

Caminhão com gás cai em córrego (Foto: Márcio Sanazar)

Um caminhão que transportava 720 botijões de gás caiu, na manhã de quinta-feira, 9, no córrego João Alves, na avenida Sport Club Corinthians. O veículo caiu de frente no córrego, próximo à saída do viaduto Tancredo Neves, quando seguia sentido Zona Sul, derrubando o guard rail, que é de concreto nesse trecho.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o acidente não deixou feridos. Mas, com o impacto, botijões ficaram espalhados pela pista e também pela água do córrego. Houve princípio de incêndio, mas foi controlado ainda no início.

O acidente complicou bastante o trânsito. Como o viaduto é o principal acesso da Zona Norte ao Centro e à zona Sul de Osasco, toda a região foi afetada, com congestionamento na avenida Getúlio Vargas e ruas próximas. No sentido contrário também houve lentidão, mas devido à curiosidade dos motoristas, que reduziam a velocidade para ver o caminhão tombado.

A Avenida dos Autonomistas, o complexo Maria Campos e também as Marginais Tietê e Pinheiros ficaram totalmente travadas.

Tandara

Tandara (Foto: João-Pires-Fotojump)

(Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.)

Todo o pontinho conta para o Nestlé/Osasco em sua corrida para alcançar o líder e rival Rexona/Rio de Janeiro na tabela da Superliga. Por isso, a palavra de ordem, a partir de agora, é aproveitamento total garantindo 3 pontos em todos os jogos.

Na competição, essa é a pontuação dada para quem vence por 3 sets a 0 ou 3 sets a 1. Já nas decisões por tie break, o vencedor leva 2 pontos, enquanto o perdedor anota 1.

Após vitória, na rodada passada, sobre o Rio do Sul, o time comandado pelo técnico Luizomar de Moura chegou a 37 pontos, contra 45 da equipe de Bernardinho. Mas Osasco tem um jogo a menos.

Entre eles, está o Praia Clube, com 40, mas com duas partidas a mais que o Osasco. A “perseguição” segue na próxima rodada. No dia 10, Osasco recebe, no ginásio José Liberatti, o Brasília.

E, além de precisar de uma vitória, torce por um tropeço do Rio, que vai encarar o Pinheiros, também jogando em casa.

Eleita melhor jogada da última rodada,  central Bia reforça que a “obrigação”, a partir de agora, é garantir os três pontos em todos os jogos.

Tandara

Tandara (Foto: João-Pires-Fotojump)

(Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.)

Todo o pontinho conta para o Nestlé/Osasco em sua corrida para alcançar o líder e rival Rexona/Rio de Janeiro na tabela da Superliga. Por isso, a palavra de ordem, a partir de agora, é aproveitamento total garantindo 3 pontos em todos os jogos.

Na competição, essa é a pontuação dada para quem vence por 3 sets a 0 ou 3 sets a 1. Já nas decisões por tie break, o vencedor leva 2 pontos, enquanto o perdedor anota 1.

Após vitória, na rodada passada, sobre o Rio do Sul, o time comandado pelo técnico Luizomar de Moura chegou a 37 pontos, contra 45 da equipe de Bernardinho. Mas Osasco tem um jogo a menos.

Entre eles, está o Praia Clube, com 40, mas com duas partidas a mais que o Osasco. A “perseguição” segue na próxima rodada. No dia 10, Osasco recebe, no ginásio José Liberatti, o Brasília.

E, além de precisar de uma vitória, torce por um tropeço do Rio, que vai encarar o Pinheiros, também jogando em casa.

Eleita melhor jogada da última rodada,  central Bia reforça que a “obrigação”, a partir de agora, é garantir os três pontos em todos os jogos.

Tandara

Tandara (Foto: João-Pires-Fotojump)

(Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.)

Todo o pontinho conta para o Nestlé/Osasco em sua corrida para alcançar o líder e rival Rexona/Rio de Janeiro na tabela da Superliga. Por isso, a palavra de ordem, a partir de agora, é aproveitamento total garantindo 3 pontos em todos os jogos.

Na competição, essa é a pontuação dada para quem vence por 3 sets a 0 ou 3 sets a 1. Já nas decisões por tie break, o vencedor leva 2 pontos, enquanto o perdedor anota 1.

Após vitória, na rodada passada, sobre o Rio do Sul, o time comandado pelo técnico Luizomar de Moura chegou a 37 pontos, contra 45 da equipe de Bernardinho. Mas Osasco tem um jogo a menos.

Entre eles, está o Praia Clube, com 40, mas com duas partidas a mais que o Osasco. A “perseguição” segue na próxima rodada. No dia 10, Osasco recebe, no ginásio José Liberatti, o Brasília.

E, além de precisar de uma vitória, torce por um tropeço do Rio, que vai encarar o Pinheiros, também jogando em casa.

Eleita melhor jogada da última rodada,  central Bia reforça que a “obrigação”, a partir de agora, é garantir os três pontos em todos os jogos.

Tandara

Tandara (Foto: João-Pires-Fotojump)

(Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.)

Todo o pontinho conta para o Nestlé/Osasco em sua corrida para alcançar o líder e rival Rexona/Rio de Janeiro na tabela da Superliga. Por isso, a palavra de ordem, a partir de agora, é aproveitamento total garantindo 3 pontos em todos os jogos.

Na competição, essa é a pontuação dada para quem vence por 3 sets a 0 ou 3 sets a 1. Já nas decisões por tie break, o vencedor leva 2 pontos, enquanto o perdedor anota 1.

Após vitória, na rodada passada, sobre o Rio do Sul, o time comandado pelo técnico Luizomar de Moura chegou a 37 pontos, contra 45 da equipe de Bernardinho. Mas Osasco tem um jogo a menos.

Entre eles, está o Praia Clube, com 40, mas com duas partidas a mais que o Osasco. A “perseguição” segue na próxima rodada. No dia 10, Osasco recebe, no ginásio José Liberatti, o Brasília.

E, além de precisar de uma vitória, torce por um tropeço do Rio, que vai encarar o Pinheiros, também jogando em casa.

Eleita melhor jogada da última rodada,  central Bia reforça que a “obrigação”, a partir de agora, é garantir os três pontos em todos os jogos.

Tandara

Tandara (Foto: João-Pires-Fotojump)

(Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.)

Todo o pontinho conta para o Nestlé/Osasco em sua corrida para alcançar o líder e rival Rexona/Rio de Janeiro na tabela da Superliga. Por isso, a palavra de ordem, a partir de agora, é aproveitamento total garantindo 3 pontos em todos os jogos.

Na competição, essa é a pontuação dada para quem vence por 3 sets a 0 ou 3 sets a 1. Já nas decisões por tie break, o vencedor leva 2 pontos, enquanto o perdedor anota 1.

Após vitória, na rodada passada, sobre o Rio do Sul, o time comandado pelo técnico Luizomar de Moura chegou a 37 pontos, contra 45 da equipe de Bernardinho. Mas Osasco tem um jogo a menos.

Entre eles, está o Praia Clube, com 40, mas com duas partidas a mais que o Osasco. A “perseguição” segue na próxima rodada. No dia 10, Osasco recebe, no ginásio José Liberatti, o Brasília.

E, além de precisar de uma vitória, torce por um tropeço do Rio, que vai encarar o Pinheiros, também jogando em casa.

Eleita melhor jogada da última rodada,  central Bia reforça que a “obrigação”, a partir de agora, é garantir os três pontos em todos os jogos.

Página 8 de 29