Página 9 de 29

Audax "adota" ciclismo de Osasco

Audax "adota" ciclismo de Osasco (Foto: Foto Ilustrativa - Divulgação)

(Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.)

O Grêmio Osasco Audax está ampliando sua lista de modalidades.

Além do futebol, o clube, no ano passado, passou a contar como piloto Danilo Lewis, também da cidade, como seu representante oficial na Super Bike Series, o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, do qual foi vice-campeão.

Já 2017 começa com parceria com o ciclismo. O Osasco Cycling Team fechou parceria com o clube. “O objetivo agora é corrermos atrás de patrocínios mais fortes para a temporada 2017.

Com um clube como o Osasco Audax como parceiro esperamos abrir mais portas para o nosso projeto”, divulgou a equipe, por meio das redes sociais. 

O Osasco Cycling Team fechou o ano passado em 6º lugar no ranking nacional, mas perdeu seu maior patrocinador. Além disso, ainda busca renovar seu convênio com a prefeitura. Ainda assim, está competindo este ano.

E  já começou a temporada com pódio. Em Poços de Caldas, no final de janeiro, Jéssica Braz foi vice-campeã e Bruno Tabanez foi o 3º colocado na 58ª Prova Ciclística da Comarca, em Poços de Caldas, Minas Gerais.

A prova foi válida ainda como 37ª edição da Média Paulista de Ciclismo e reuniu ciclistas de todo o País.  No ano passado, o Osasco Cycling Team garantiu o 6º lugar no ranking nacional ao somar 902 pontos ao longo de 44 provas disputadas em todo o País. 

Audax "adota" ciclismo de Osasco

Audax "adota" ciclismo de Osasco (Foto: Foto Ilustrativa - Divulgação)

(Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.)

O Grêmio Osasco Audax está ampliando sua lista de modalidades.

Além do futebol, o clube, no ano passado, passou a contar como piloto Danilo Lewis, também da cidade, como seu representante oficial na Super Bike Series, o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, do qual foi vice-campeão.

Já 2017 começa com parceria com o ciclismo. O Osasco Cycling Team fechou parceria com o clube. “O objetivo agora é corrermos atrás de patrocínios mais fortes para a temporada 2017.

Com um clube como o Osasco Audax como parceiro esperamos abrir mais portas para o nosso projeto”, divulgou a equipe, por meio das redes sociais. 

O Osasco Cycling Team fechou o ano passado em 6º lugar no ranking nacional, mas perdeu seu maior patrocinador. Além disso, ainda busca renovar seu convênio com a prefeitura. Ainda assim, está competindo este ano.

E  já começou a temporada com pódio. Em Poços de Caldas, no final de janeiro, Jéssica Braz foi vice-campeã e Bruno Tabanez foi o 3º colocado na 58ª Prova Ciclística da Comarca, em Poços de Caldas, Minas Gerais.

A prova foi válida ainda como 37ª edição da Média Paulista de Ciclismo e reuniu ciclistas de todo o País.  No ano passado, o Osasco Cycling Team garantiu o 6º lugar no ranking nacional ao somar 902 pontos ao longo de 44 provas disputadas em todo o País. 

Jogando fora de casa, no Benitão, a Portuguesa não foi párea para o Velo Clube. Em partida válida pela terceira rodada do Paulistão A2, a Lusa não conseguiu encontrar o caminho do gol, teve dois jogadores expulsos e acabou derrotada por 2 a 0 pela equipe da casa.

Aos 40 minutos, três após o primeiro gol do Velo, o atacante que fazia sua estreia pela Lusa, Rodolfo, foi expulso de campo, e, no segundo tempo, aos 20, foi a vez de Sandro Silva ser desligado do jogo.

Adriano Garça, aos 37 minutos do primeiro tempo, abriu o placar para os donos da casa. Com a partida administrada, o Velo ainda teve tempo para fazer mais um, com Léo Aquino, quando o relógio marcava 40 minutos da etapa complementar.

lusaMesmo com a união no começo da partida, a Lusa não conseguiu vencer o Velo (Foto: Divulgação/Portuguesa)

A derrota diante do Velo foi a segunda da equipe da capital paulista na competição. Estacionada com apenas três pontos em três rodadas, a Lusa pode terminar a terceira rodada na zona de rebaixamento da A2. A equipe agora precisa torcer contra o Rio Preto e o Capivariano em suas partidas contra o Sertãozinho e o Taubaté, respectivamente.

Com o triunfo em casa, o Velo Clube chegou a seis pontos e subiu seis posições na tabela, pulando da nona para a terceira colocação parcial. O próximo compromisso da equipe de Rio Claro será o São Caetano, fora de casa, no Anacleto Campanella.

Bragantino empata sem gols e mantém a liderança na A2

Mesmo com um empate sem gols em casa, o Estádio Nabi Abi Chedid, o Bragantino manteve a primeira colocação provisória da Série A2 do Campeonato Paulista. Jogando em casa, a equipe de Bragança não conseguiu sair do zero na partida contra o Batatais. A equipe alvinegra foi a sete pontos em três rodadas na competição, enquanto o Batatais subiu à cinco, na sexta colocação.

Agora, o Bragantino precisa secar o São Caetano, que encara o Guarani em Campinas neste domingo, para terminar a terceira rodada na liderança da A2. O time agora vai até a Arena Capivari, no próximo domingo, enfrentar o Capivariano, enquanto o Batatais recebe o Rio Claro, no sábado, no Sócrates Stamato.

Grêmio Osasco vence fora de casa e assume a ponta da A3

Quem também assumiu a liderança de sua competição foi o Grêmio Osasco. Jogando nos domínios de lanterna, o Independente, a equipe venceu por 2 a 0 e assumiu a ponta provisória do Paulistão A3. Klauber, aos 38 do primeiro tempo, e Wellington, aos 23 do segundo, marcaram para os visitantes.

A vitória foi a segunda da equipe de Osasco no torneio paulista. Agora com seis pontos, o Grêmio lidera pela maior quantidade de gols feitos – quatro, contra três do Inter de Limeira. A equipe volta a campo para enfrentar o Comercial, em casa, na quinta-feira.

Confira os demais resultados da A2:

Sexta-feira (03/02)
Penapolense 3 x 2 Juventus

Sábado (04/02)
Velo Clube 2 x 0 Portuguesa
Votuporanguense 2 x 0 Barretos
Bragantino 0 x 0 Batatais
Água Santa 1 x 1 XV de Piracicaba
Oeste 3 x 1 União Barbarense

Confira os resultados da A3:

Sábado (04/02)
Independente 0 x 2 Grêmio Osasco
Atibaia 1 x 1 Desportivo Brasil
Paulista 1 x 2 Nacional
São Carlos 0 x 1 Inter de Limeira
Marília 2 x 1 Taboão da Serra

Às vésperas da estreia do Osasco Audax no Paulistão-2017, contra o São Paulo, neste domingo, às 17h, a intensidade dos treinamentos estão diminuindo gradativamente, se comparados com os do início da pré-temporada. O recém-contratado atacante Hugo é um dos que elogiam o trabalho de Fernando Diniz, que podem valer para todo o ano.

- No começo da temporada é ralação pura. Mas é importante para todo o ano. O trabalho aqui é muito intenso, os coletivos são parecidos com os jogos, disputas intensas. Quem ganha com isso é o clube. Vamos disputar uma competição muito forte, com times bem preparados e com boa técnica. Esperamos fazer uma boa estreia na competição. Esse trabalho vai dar um suporte muito bom para encarar os desafios - destacou.

Nos jogos amistosos realizados neste começo de temporada, Hugo marcou nos empates diante do Juventus-SP e do Rio Branco-SP, e ainda atuou contra a Ponte Preta, na vitória por 2 a 0. De acordo com o atacante, esses jogos são importantes para reforçar as ideias de Diniz.

- Foram jogos bem disputados, apesar do caráter amistoso, ganhamos ritmo de jogo. Todos querem mostrar seu valor e buscar um vaga entre os jogadores que iniciam as partidas. Nesse tipo de jogo, o objetivo é colocar em prática tudo que o treinador pediu - afirmou.

Sobre o adversário da estréia no Paulistão, o São Paulo, no próximo domingo, Hugo pede respeito, mas avisa que o Osasco Audax vai buscar a vitória na Arena Barueri.

- É um jogo complicado, diante de um gigante do futebol brasileiro. Uma equipe qualificada, mas temos que buscar a vitória, vamos jogar em casa. Será um grande jogo. Contamos com o apoio do nosso torcedor - finalizou o atacante.

Hugo, foi um dos destaques do Luverdense na série B do Brasileirão, em 2016. O atacante marcou nove gols e colaborou com quatro assistências na campanha. o desempenho chamou a atenção de clubes como o Botafogo e o Ceará, mas o atleta optou por defender o Audax, pela chance de disputar o Campeonato Paulista pela primeira vez na carreira.

Atacante Hugo durante os treinamentos do Osasco Audax (Foto: Gabriela Montesano/Osasco Audax)

Atacante Hugo durante os treinamentos do Osasco Audax (Foto: Gabriela Montesano/Osasco Audax)

Decisão foi tomada no ano passado e vale para o prefeito. Eles recusaram aumento para R$18 mil e mantiveram os R$15 mil

Jair Assaf

Jair Assaf (Foto: Luciano Benazzi)

(políEste endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
 
Em nota enviada à imprensa, a assessoria de Jair Assaf ressaltou que os vereadores de Osasco retomam os trabalhos legislativos com salário de 2013, ou seja, R$ 15.031,76 por mês. Em decisão unânime, conforme projeto de resolução apresentado pela Mesa Diretora no final do ano passado, os parlamentares optaram em não reajustar o salário que deveria passar para R$18.991,69. A mesma resolução ainda congela o valor até 2020. A medida vale também para o prefeito.

Segundo Assad, a decisão encontra amparo na Constituição Federal que torna facultativo o aumento. A mesma Constituição também estabelece, em seu artigo 29, que o valor a ser pago a um vereador pode ser atualizado, equiparando-se aos atuais 75% do subsídio dos deputados federais.

“Entendemos que devido à crise financeira do País, um aumento nos nossos subsídios poderia comprometer ainda mais o orçamento do nosso município e preferimos abrir mão desse direito permitido pela Constituição Federal”, explica Assaf reforçando que a maioria das Câmaras no estado reajustaram os salários em 25%.

Osasco segue Barueri que também não reajustou salários dos vereadores, prefeito e secretários municipais. De acordo com Assaf, a medida gera economia de R$ 16 milhões em quatro anos.

Hooker

Hooker (Foto: Divulgação)

(Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.)
Há cinco anos Osasco, a ponteira norte-americana Destinee Hooker deixava o vôlei de Osasco com a sensação de dever cumprido. Fazendo uma boa temporada e com uma atuação memorável na final, ela foi um dos principais nomes na conquista da Superliga 2011/2012 pela equipe.

Com isso, é até hoje lembrada com carinho pelo torcedor. De volta ao Brasil, a atleta agora defende o Camponesa/Minas Gerais e também está nas graças da arquibancada. Em entrevista ao blog Saída de Rede, do Portal UOL, ela comparou as duas torcidas.

“Os fãs mineiros, assim como os de Osasco, são maravilhosos, têm aquela energia positiva característica do Brasil, e isso me motiva muito”, disse. Quanto aos objetivos para este ano, ela não esconde que quer levantar outra taça. “Estou aqui para ganhar a Superliga de novo”, afirmou.

O Minas está, atualmente, em 5º lugar na tabela, mas vive bom momento no torneio desde que trouxe Hooker e também a ponteira Jaqueline, com quem fez dupla no título por Osasco.

No último encontro entre as duas equipes, na sexta-feira, desta vez pela Copa Banco do Brasil, as mineiras levaram a melhor, eliminando Osasco nas semifinais. Pela Superliga, os dois times voltam a se encontrar no dia 17, em Belo Horizonte.

Página 9 de 29