Segunda, 17 Abril 2017 00:55

Tragédia no Walmart Osasco será questão de tempo? Destaque

Não é de hoje que os relatos da violência dos seguranças no espaço do Walmart Osasco chegam até as redações dos jornais locais. Entre os relatos, seguranças armados apontavam armas carregadas para clientes -que eles tinham como ‘suspeitos’ (e que depois sugeriam se tratar de engano)- causando danos materiais e psicológicos em quem só queria fazer uma compra.

No último dia 11, um cliente filmou agressões contra um homem que pedia doações de leite para sua família. Espancado, ele implorava pelo perdão dos seguranças. O cidadão que filmava as agressões teve seu celular quebrado –também- pela ação dos seguranças. Boatos de que se tratava de um assaltante foram apontados por testemunhas como 'infundados'.

O vídeo viralizou nas redes sociais; mas até o momento nenhum pronunciamento da administração do ‘PowerCenter’ foi formalizado.

Como se sabe, o local é um grande empreendimento, rodeado por grandes marcas; o ‘PowerCenter Osasco’ é a soma das operações de Walmart, Cobasi, Super Shopping, C&C e vários outros.

Diferentemente de outros grandes centros de compras, o local é fortemente vigiado por guardas armados em motocicletas e à paisana, sob o pretexto de guardar a ordem do local.

No entanto, nos últimos 20 anos -e mesmo sob toda essa proteção- três grandes assaltos foram registrados, com dezenas de pessoas tomadas como reféns (década de 90) ou roubadas junto com os caixas (anos 2010).

Fica a pergunta; até quando clientes vão ser tratados dessa maneira?

O vídeo pode ser visto em aqui.

 

CMIO - Coletivo de Mídia Independente de Osasco

Autor

Redação