CulturaOsascoSaúde

Barueri registra a menor taxa de mortalidade infantil de sua história

Conteúdo exclusivo:
  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report

A exemplo de importantes cidades do Brasil e do mundo que priorizam investimentos em saúde de qualidade, Barueri apresenta a menor taxa de mortalidade infantil da história recente da cidade: 6,97 óbitos por mil nascidos vivos. O levantamento foi divulgado recentemente pela Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados) referente ao ano de 2021. A taxa é ainda melhor do que a registrada em 2020, quando foi de 7,10 óbitos por mil.

Esse resultado coloca Barueri na quarta melhor colocação entre os municípios paulistas com mais de 200 mil habitantes, à frente de cidades como Santo André, Campinas e Taubaté.

Barueri também é a que tem a melhor marca entre as cidades da região oeste da Grande São Paulo, que inclui Osasco, Santana de Parnaíba, Itapevi, Carapicuíba, Jandira e Pirapora do Bom Jesus.

De acordo com o Comitê de Prevenção da Mortalidade Infantil e Materna, do Ministério da Saúde, a taxa de mortalidade infantil alcançada é resultado do compromisso do município com a saúde materno-infantil, garantindo o pré-natal e o atendimento aos menores de um ano. de alta qualidade e de fácil acesso, tanto de baixo risco quanto de alto risco, com a devida humanização e vigilância.

“É um grande resultado que reflete o cuidado que a Prefeitura de Barueri tem com o atendimento multidisciplinar que começa antes mesmo da mulher engravidar, com o planejamento familiar, até o final da primeira infância, quando a criança tem acesso não só à saúde, mas à educação e à cultura”, resume a diretora técnica de Saúde da Criança da Coordenação de Atenção Básica à Saúde (Cabs), Vera Freire Gonçalves.

No ano de 2021, aponta Seade, dos 5.168 nascimentos em Barueri, houve 36 óbitos. Nas palavras do Comitê de Prevenção, “a mortalidade infantil é sempre um acontecimento ruim (…), mas a OMS (Organização Mundial da Saúde) estabelece como número aceitável a morte de 10 bebês por mil nascidos vivos”.

programa de sucesso
O Programa implantado no município é formado por profissionais de diversas áreas e especialidades em pré-natal de qualidade:

Assistência integral à saúde da mulher; Monitoramento constante da mãe do feto desde o momento da confirmação da gravidez; Acolher a criança na Atenção Primária no grupo de pediatria (incluindo ambulatórios de alto risco que acolhem todas as crianças prematuras ou que tiveram alguma intercorrência no parto); Prioridade e regularidade das consultas até aos dois primeiros anos de idade; Cuidados na amamentação.

Segundo Fernanda Lucas Medeiros, chefe do Cabs, a organização dos serviços de saúde afeta diretamente a saúde materno-infantil. Ela destaca as melhorias feitas recentemente para melhorar ainda mais esse serviço.

“A Cabs vem garantindo o acesso e, portanto, as intervenções. Uma primeira ação foi a reorganização dos horários, de forma que esse público-alvo tenha garantia de consulta em até 30 dias. Nessa organização da agenda dos pediatras da rede, garantiu-se uma agenda de incentivo ao aleitamento materno diário e às crianças menores de um ano. O acesso avançado, ou seja, garantia de atendimento à demanda espontânea para maiores de um ano, também foi uma tecnologia adotada. A busca ativa também tem sido uma estratégia de ação para a atenção à saúde dessa população”, detalha Fernanda.

O coordenador do Cabs também faz questão de lembrar a importância da integração entre os setores e, principalmente, da vacinação. “O Coeficiente de Mortalidade Infantil está diretamente relacionado às condições de vida, incluindo saneamento básico, alimentação e vacinação. Aqui vale ressaltar que não há dúvidas sobre os benefícios da vacinação e que ela reduz a mortalidade infantil, aumenta a expectativa de vida e oferece mais condições de crescimento e desenvolvimento para as crianças”, destaca.

É importante ressaltar que o sistema de saúde de Barueri, no atendimento à criança, é referência em alta complexidade e alto risco em obstetrícia. As gestações e partos de alto risco são encaminhados ao Hospital Municipal de Barueri (HMB), que atende especificamente a esses casos.

—————-


PlanetaOsasco.com – Via observatório CMIO

Conteúdo inspirado ou obtido por RJ983 nesta fonte.

Declaração DMCA para este conteúdo disponível no menu superior.
Conteúdo apontado como verificado e procedente por CMIO.

Disclaimer – (English version>) This content has been prepared based on information from research, additional publications, or the translation/verification work of a volunteer editor of this web council. This is a non-profit service. It is strongly recommended that all details and information published be carefully verified. We never allow medication recommendations, medication package inserts or any medication guidance. We never allow partisan politics as information.

Isenção de responsabilidade – (versão em português): Este conteúdo foi preparado com base em informações de pesquisas, publicações adicionais ou no trabalho de tradução/verificação de um editor voluntário deste conselho web. Este é um serviço sem fins lucrativos. É altamente recomendável que todos os detalhes e informações publicadas sejam verificadas cuidadosamente. Nunca permitimos recomendações de medicamentos, bulas ou qualquer orientação sobre medicamentos. Nunca permitimos a política partidária como base para checagem. Para mais informações, leia nossos termos.

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report
Mostrar mais

CORE

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito.