Página 4 de 54

No acumulado do ano, são 7,9 mil ocorrências, o que equivale a 52 casos por dia

Assaltos

Assaltos (Foto: Divulgação)

(Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.)

O índice de assaltos praticados nas cidades da região Oeste cresceu 22% entre abril e maio deste ano. É o que apontam dados divulgados, esta semana, pela Secretaria Estadual da Segurança Pública. Em maio, 1822 pessoas foram vítimas de roubo (ocorrência que envolve ameaça à vítima), contra 1490 em abril.  Já no acumulado dos primeiros cinco meses do ano, os assaltantes  fizeram 7901 vítimas em Osasco e cidades vizinhas, o que equivale a uma média de 52 roubos por dia.  No comparativo entre as cidades, a alta foi puxada principalmente por Osasco, onde o total de roubos saltou de 759 para 982 entre abril e a maio, e por Carapicuíba, com alta de 277 para 381. Já Barueri registrou a maior baixa, de 120 para 98 registros.  Osasco lidera ainda o ranking da região entre janeiro e maio, com 4192 registros de roubo, mais da metade do total acumulado pelos outros municípios.  Outro tipo de crime que apresentou alta, entre abril e maio, foi o furto de veículos. No mês passado, 428 pessoas tiveram seus veículos levados por ladrões ao deixaram estacionados, número 13% superior aos 377 registrados em abril. No acumulado do ano, a experiência de voltar ao local de estacionamento e não encontrar mais seu carro ou moto foi vivida por um total de 2017 pessoas em toda a região. Mas, nesse tipo de crime, Osasco e Parnaíba foram as exceções. Na primeira cidade, o número de casos ficou praticamente estável (queda de 289 para 288), enquanto em Parnaíba, baixou de 7 para 4. Jandira teve a maior elevação, de 5 para 12, seguida por Carapicuíba, de 33 para 65. Os furtos de veículo também tiveram alta expressiva em Barueri (de 18 para 27) e em Cotia (de 9 para 14). Ainda de acordo com os dados da secretaria, outros dois tipos de crime registraram ligeira queda entre abril e maio. Os furtos baixaram 2%, de 1220 para 1195. E os roubos de veículo tiveram redução de 2,6%, de 299 para 293.

Com R$ 38,8 milhões em investimentos, canalização do Ribeirão Vermelho vai beneficiar moradores de São Paulo e Osasco

O governador Geraldo Alckmin entregou oficialmente nesta segunda-feira (26), em Osasco, a primeira etapa das obras de canalização do Ribeirão Vermelho. A obra concluída tem 1,2 mil metros e está localizada entre a ponte da Avenida Luiz Rink (na altura do Braço Morto do Tietê) e a ponte da avenida Presidente Médici.

Além da entrega da obra, Alckmin assinou a autorização para a canalização de mais um trecho do Ribeirão Vermelho, na divisa dos municípios de São Paulo e Osasco, entre a avenida Presidente Médici e a Rodovia Anhanguera.

“A obra ficou muito bonita, bem feita.  Já surtiu efeito porque, no último verão, reduziu bastante a questão das enchentes. E hoje estamos assinando para o início da segunda fase, com mais 2,6 km de canalização do Ribeirão Vermelho, que beneficiará São Paulo e Osasco”, disse Alckmin.

Com investimentos previstos de R$ 38,8 milhões, a canalização vai permitir elevar a capacidade de vazão do Ribeirão Vermelho de 60 para 125 metros cúbicos por segundo, de modo a prevenir inundações. As obras devem beneficiar mais de 100 mil pessoas, nos municípios de São Paulo e Osasco.

Os recursos são provenientes do Governo do Estado e do orçamento geral da União, por intermédio do Ministério das Cidades e Caixa Econômica Federal. As obras são de responsabilidade do DAEE (Departamento de Água e Energia Elétrica).

Com R$ 38,8 milhões em investimentos, canalização do Ribeirão Vermelho vai beneficiar moradores de São Paulo e Osasco

O governador Geraldo Alckmin entregou oficialmente nesta segunda-feira (26), em Osasco, a primeira etapa das obras de canalização do Ribeirão Vermelho. A obra concluída tem 1,2 mil metros e está localizada entre a ponte da Avenida Luiz Rink (na altura do Braço Morto do Tietê) e a ponte da avenida Presidente Médici.

Além da entrega da obra, Alckmin assinou a autorização para a canalização de mais um trecho do Ribeirão Vermelho, na divisa dos municípios de São Paulo e Osasco, entre a avenida Presidente Médici e a Rodovia Anhanguera.

“A obra ficou muito bonita, bem feita.  Já surtiu efeito porque, no último verão, reduziu bastante a questão das enchentes. E hoje estamos assinando para o início da segunda fase, com mais 2,6 km de canalização do Ribeirão Vermelho, que beneficiará São Paulo e Osasco”, disse Alckmin.

Com investimentos previstos de R$ 38,8 milhões, a canalização vai permitir elevar a capacidade de vazão do Ribeirão Vermelho de 60 para 125 metros cúbicos por segundo, de modo a prevenir inundações. As obras devem beneficiar mais de 100 mil pessoas, nos municípios de São Paulo e Osasco.

Os recursos são provenientes do Governo do Estado e do orçamento geral da União, por intermédio do Ministério das Cidades e Caixa Econômica Federal. As obras são de responsabilidade do DAEE (Departamento de Água e Energia Elétrica).

Via Coletivo Pneu - Pelo centro de Osasco, mais precisamente na Praça Padroeira do Brasil, encontramos muitas pessoas em situação de rua. Aliás, nenhuma novidade, quase todos os moradores da cidade têm consciência disso.

E, dentre os moradores em situação de rua, o senhor Edinaldo Felix presenteia a praça (e a cidade) com uma obra pública. Geralmente desapercebida por quase todos que por ali passam.

Edinaldo tem começado um trabalho de colorir o piso da praça Padroeira do Brasil; quando questionado sobre o porquê de sua dedicação, o mesmo respondeu:

‘A santa tem que ter um jardim e as pessoas gostam de terem o que olhar’.

Ele se referiu ao jardim e arte que fez em frente a Santa (um beija flor “beijando” um girassol).

Sugeriu que a arte depende muito do ponto de vista e de como se olha.

Outras artes do artista de rua chamaram a atenção. Ele estilizou no piso da praça uma figura de Charlie Chaplin com Bob Marley (nota-se ao fundo pertences pessoais e os inseparáveis cães amigos).

No entanto, nem mesmo um único desenho de Felix estava terminado; acabaram as tintas e os rolinhos antes que pudesse terminar.

Após descobrir esse talento urbano, o Coletivo Pneu de Juventude decidiu fazer uma arte com Felix e doar algumas tintas pra ele.

Aliás, entre os membros do Coletivo Pneu, tem artistas de rua –inclusive grafiteiros- e apoia qualquer forma de arte ou de expressão.

Gostaríamos de dizer que nada foi esboçado ou pensado antecipadamente. Apenas deixamos fluir a arte junto com o amigo Felix.

Via Coletivo Pneu de Juventude

Em jogo válido pela oitava rodada do circuito paulista Fut7, realizado na Arena Nacional Fut7, Grêmio Osasco deslancha no segundo tempo e bate equipe do Campinas. Com a vitória, equipe de Osasco chega aos 10 pontos e mantém o segundo lugar do grupo 2. O Campinas permanece na sétima colocação do grupo 1.

O Osasco começou a partida pressionando bastante e o Campinas apresentou muitas dificuldades para sair jogando. Logo nos primeiros minutos o Osasco arriscou alguns chutes de longa distância porém sem muito perigo.

Equipe do Grêmio Osasco venceu Campinas (foto:Vinicius Melchior)

Já no final do primeiro tempo o Osasco desperdiçou duas boas chances ao 24 e aos 26 minutos e na sequência o Campinas também teve oportunidade de abrir o placar.

No segundo tempo o jogo voltou mais intenso e aos 3 minutos Rogério abriu o placar para a equipe de Osasco. Alex aos 9 marcou o segundo e Raphael aos 10 o terceiro. A equipe do Campinas sentiu os gols e passou a deixar espaços na defesa. Por outro lado o Osasco seguia forte no ataque a marcação pressão obrigava o Campinas a forçar o jogo e consequentemente a errar algumas jogadas.

O quarto gol do GE Osasco veio aos 16 minutos com Thiago e o Campinas logo diminuiu o placar Erivelton no minuto seguinte. Com a vantagem no placar o Osasco diminuiu um pouco o ritmo e passou a trabalhar mais a bola. O Campinas seguiu atrás e não arriscou muito.

Aos 19 minutos Raphael fez o quinto da equipe de Osasco e novamente o Campinas respondeu no minuto seguinte com Erivelton. Já com ritmo bem lento, o jogo caminhou para o final e houve tempo apenas para mais um gol, Douglas fez o sexto e fechou o placar.

Na próxima rodada o Campinas joga contra o Santos e o Grêmio Osasco enfrenta a equipe da Ponte Preta

Em jogo válido pela oitava rodada do circuito paulista Fut7, realizado na Arena Nacional Fut7, Grêmio Osasco deslancha no segundo tempo e bate equipe do Campinas. Com a vitória, equipe de Osasco chega aos 10 pontos e mantém o segundo lugar do grupo 2. O Campinas permanece na sétima colocação do grupo 1.

O Osasco começou a partida pressionando bastante e o Campinas apresentou muitas dificuldades para sair jogando. Logo nos primeiros minutos o Osasco arriscou alguns chutes de longa distância porém sem muito perigo.

Equipe do Grêmio Osasco venceu Campinas (foto:Vinicius Melchior)

Já no final do primeiro tempo o Osasco desperdiçou duas boas chances ao 24 e aos 26 minutos e na sequência o Campinas também teve oportunidade de abrir o placar.

No segundo tempo o jogo voltou mais intenso e aos 3 minutos Rogério abriu o placar para a equipe de Osasco. Alex aos 9 marcou o segundo e Raphael aos 10 o terceiro. A equipe do Campinas sentiu os gols e passou a deixar espaços na defesa. Por outro lado o Osasco seguia forte no ataque a marcação pressão obrigava o Campinas a forçar o jogo e consequentemente a errar algumas jogadas.

O quarto gol do GE Osasco veio aos 16 minutos com Thiago e o Campinas logo diminuiu o placar Erivelton no minuto seguinte. Com a vantagem no placar o Osasco diminuiu um pouco o ritmo e passou a trabalhar mais a bola. O Campinas seguiu atrás e não arriscou muito.

Aos 19 minutos Raphael fez o quinto da equipe de Osasco e novamente o Campinas respondeu no minuto seguinte com Erivelton. Já com ritmo bem lento, o jogo caminhou para o final e houve tempo apenas para mais um gol, Douglas fez o sexto e fechou o placar.

Na próxima rodada o Campinas joga contra o Santos e o Grêmio Osasco enfrenta a equipe da Ponte Preta

Página 4 de 54