Destaques

Médico acusado de abuso sexual por pacientes é preso

O médico nutrólogo Abib Maldaun Neto, acusado de abusos sexuais por pacientes, foi preso na manhã de hoje (14) próximo ao Aeroporto de Congonhas.
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), a prisão ocorreu após policiais militares interceptarem o veículo usado pelo nutrólogo nas imediações da Avenida Washington Luis. Dentro do carro, além do acusado, estavam sua esposa, uma advogada e um motorista. O caso foi registrado como captura de procurado pela Divisão de Capturas, do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope).
O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) não informou detalhes sobre o processo porque tramita em segredo de Justiça. A defesa de Maldaun alega inocência. 
O médico é acusado por pacientes de cometer abuso sexual dentro do próprio consultório, no bairro dos Jardins, na capital paulista. Segundo o Ministério Público de São Paulo, o médico já foi condenado em segunda instância por violação sexual mediante fraude pelo TJ-SP, mas continuava atendendo com autorização do Cremesp.
O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) suspendeu cautelarmente o wp-signup.php do médico devido às denúncias de abuso no final de setembro deste ano. Segundo a entidade, a suspensão é válida por seis meses, podendo ser renovada por igual período e, nesse prazo, o wp-signup.php profissional do médico ficará suspenso em todo o território nacional.

Concorra a prêmios surpresas ao fazer parte de nossa newsletter GRATUITA!

Quando você se inscreve na nossa newsletter participa de todos os futuros sorteios (dos mais variados parceiros comerciais) do PlanetaOsasco. Seus dados não serão vendidos para terceiros.

PlanetaOsasco.com

planeta

O PlanetaOsasco existe desde 2008 e é o primeiro portal noticioso da história da cidade. É independente e aceita contribuições dos moradores de Osasco.

Artigos relacionados

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao topo
0
Queremos saber sua opinião sobre a matériax