Destaques

Dimas Covas: impasses na negociação atrasaram início da imunização

Em depoimento à CPI da Pandemia no Senado, nesta quinta-feira (27), o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse que, em dezembro de 2020, o Brasil já tinha disponível cinco milhões de doses da Coronavac prontas para a vacinação.
Mas, de acordo com o diretor, impasses em torno da negociação e a demora na autorização para uso emergencial pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) atrasaram o começo da imunização no país.
Ele explicou que, em janeiro deste ano, o governo federal propôs a compra de 100 milhões de doses da Coronavac, mas que, naquele momento, a meta não poderia ser cumprida porque a farmacêutica chinesa Sinovac também precisava atender a contratos com outros países.
O primeiro contrato da empresa com o Brasil foi fechado no dia 7 de janeiro, antes da aprovação do imunizante pela Anvisa, que ocorreu 10 dias depois.
Perguntado sobre a necessidade de se aplicar uma “terceira dose” da vacina, por causa da chegada de novas variantes da covid-19, como a da Índia, Dimas Covas afirmou que acha provável que sim.
De acordo com Covas, essa será uma necessidade de qualquer imunizante contra o novo coronavírus. O diretor também foi questionado sobre a eficácia da Coronavac, depois que foram relatados casos de pessoas que receberam duas doses do imunizante, mas não apresentaram anti-corpos em testes de laboratório.
Covas ressaltou que a Coronavac é a vacina mais aplicada no Brasil até o momento. Mesmo com a demora na chegada de insumos vindos da China, o Butantan conseguiu cumprir o contrato, com um atraso inferior a duas semanas.
Para este mês, a previsão é de que sejam entregues 5 milhões de doses, em vez das 12 milhões previstas inicialmente, por causa do atraso no recebimento do insumo farmacêutico ativo (IFA).

Concorra a prêmios surpresas ao fazer parte de nossa newsletter GRATUITA!

Quando você se inscreve na nossa newsletter participa de todos os futuros sorteios (dos mais variados parceiros comerciais) do PlanetaOsasco. Seus dados não serão vendidos para terceiros.

PlanetaOsasco.com

planeta

O PlanetaOsasco existe desde 2008 e é o primeiro portal noticioso da história da cidade. É independente e aceita contribuições dos moradores de Osasco.

Artigos relacionados

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao topo
0
Queremos saber sua opinião sobre a matériax