Destaques

Em Mato Grosso, Polícia Federal prende suspeitos de extrair madeira ilegal em terra indígena

 A Polícia Federal desarticulou uma organização criminosa que extraía aroreira ilegal da região da Terra Indígena Sararé, em Mato Grosso.

Essa reserva fica no município de Conquista D’Oeste, a cerca de 538 km de Cuiabá.

A estimativa é de que, desde o início das investigações, em 2017, mais de 1,2 mil lascas de aroeira tenham sido apreendidas. O valor delas seria de R$50 mil.

Segundo a Polícia Federal, o esquema contava com a participação de lideranças indígenas. Eles permitiam a exploração da reserva em troca de pagamento e outros benefícios.

Por causa disso, entre os 25 mandados de busca e prisão que estão sendo cumpridos não só em Conquista D’Oeste como também em Nova Lacerda, está incluída a prisão de indígenas e madeireiros, além da apreensão judicial de uma grande propriedade rural que teria adquirido a madeira ilegal.
A investigação começou em 2017 depois de uma prisão em flagrante após uma ação de fiscalização em terra indígena.

A Operação de hoje, batizada de Ybirá, pretende, ainda, identificar outras pessoas que teriam comprado a aroeira. Elas deverão ser indiciadas por crime ambiental e terão bens apreendidos para ressarcimento dos prejuízos ambientais.

Uma portaria do Ibama proíbe, desde 1991, o corte da aroeira em floresta primária.

Os presos serão levados para a Polícia Federal em Cáceres, onde serão ouvidos.

Concorra a prêmios surpresas ao fazer parte de nossa newsletter GRATUITA!

Quando você se inscreve na nossa newsletter participa de todos os futuros sorteios (dos mais variados parceiros comerciais) do PlanetaOsasco. Seus dados não serão vendidos para terceiros.

PlanetaOsasco.com

planeta

O PlanetaOsasco existe desde 2008 e é o primeiro portal noticioso da história da cidade. É independente e aceita contribuições dos moradores de Osasco.

Artigos relacionados

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao topo
0
Queremos saber sua opinião sobre a matériax