Destaques

Câmara mantém valor do salário mínimo em R$ 1.100

A Câmara dos Deputados manteve o salário mínimo, este ano, em R$ 1.100. O valor foi definido pelo governo em dezembro do ano passado por Medida Provisória, que tem efeito imediato, mas que, para se tornar definitiva, precisa da aprovação do Parlamento.
O valor do mínimo em R$ 1.100 reais representa um aumento de R$ 55, 5,26% em relação ao valor de 2020.
As emendas apresentadas no Plenário para aumentar o valor atual do mínimo foram rejeitadas pelo relator, deputado Newton Cardoso Jr, (MDB-MG). “Também consideramos que na atual conjuntura econômica torna-se inviável a política de concessão continuada do salário mínimo. É necessário observar que enfrentamos período de grave crise econômica de maneira que se torna preponderante a manutenção da atividade econômica e dos postos de trabalho por ela gerados”, diz.
Alguns deputados reclamaram que o percentual de reajuste não contempla a inflação dos últimos meses, como ressaltou Tadeu Alencar (PSB-PE). “Sabemos que é importante qualquer reajuste que seja, embora seja indigno no mesmo momento que a inflação está descontrolada, em que há insegurança alimentar da população, a contrapartida seja um aumento de apenas 5% [no salário]”, apontou.Desde o ano passado, não há regra definida para o reajuste do mínimo. O atual governo tem aplicado apenas a correção pela inflação, sem ganhos reais, usando como parâmetro o INPC, índice que apura a inflação mensal das famílias com renda de 1 a 5 salários mínimos. Entre 2007 e 2018, os reajustes consideravam também a variação do PIB, o Produto Interno Bruto, de dois anos antes.Aprovada na Câmara, a MP do salário mínimo agora segue para análise do Senado Federal. 

Concorra a prêmios surpresas ao fazer parte de nossa newsletter GRATUITA!

Quando você se inscreve na nossa newsletter participa de todos os futuros sorteios (dos mais variados parceiros comerciais) do PlanetaOsasco. Seus dados não serão vendidos para terceiros.

PlanetaOsasco.com

planeta

O PlanetaOsasco existe desde 2008 e é o primeiro portal noticioso da história da cidade. É independente e aceita contribuições dos moradores de Osasco.

Artigos relacionados

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao topo
0
Queremos saber sua opinião sobre a matériax