Destaques

Justiça proíbe Equatorial Energia, do Pará, de usar práticas irregulares contra devedores

A Justiça Federal proibiu a Centrais Elétricas do Pará, Celpa, atual Equatorial Energia, de cobrar faturas vencidas há mais de 3 meses em contas de luz atuais.
Foi negado também a prática da empresa de coletar assinaturas de pessoas que não sejam as titulares da conta, ao entregar notificações sobre dívidas.
De acordo com a sentença, as dívidas antigas devem ser cobradas de forma separada da fatura mensal.
A juíza federal Hind Ghassan acatou o pedido da força-tarefa, formada por membros do Ministério Público Federal e do Estado do Pará, da Defensoria Pública da União e da Defensoria paraense.
Na sentença, a juíza federal apontou que foram registrados diversos indícios de irregularidades na prestação do serviço pela Celpa, como aumento do valor cobrado pelo fornecimento de energia elétrica e deficiência do serviço de atendimento ao cliente.
Procurada pela reportagem, a Celpa não respondeu até o fechamento desta edição.

Concorra a prêmios surpresas ao fazer parte de nossa newsletter GRATUITA!

Quando você se inscreve na nossa newsletter participa de todos os futuros sorteios (dos mais variados parceiros comerciais) do PlanetaOsasco. Seus dados não serão vendidos para terceiros.

PlanetaOsasco.com

planeta

O PlanetaOsasco existe desde 2008 e é o primeiro portal noticioso da história da cidade. É independente e aceita contribuições dos moradores de Osasco.

Artigos relacionados

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao topo
0
Queremos saber sua opinião sobre a matériax