Destaques

Ibama suspeita que incêndios em MS foram provocados por ação humana

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) suspeita que os incêndios registrados em Mato Grosso do Sul foram provocados por ação humana. Por meio da assessoria de imprensa, a autarquia informou à Agência Brasil que autoridades competentes já abriram investigação para apurar as ocorrências.
Em outubro, o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul ponderou que a quantidade de focos de incêndio tem fortalecido a tese de que as queimadas sejam criminosas. Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostram que, entre janeiro e 12 de setembro deste ano, houve um aumento de 324% nos focos no Pantanal em relação ao mesmo período do ano passado. 
De acordo com o Ibama, os casos têm sido identificados desde agosto em torno dos municípios de Corumbá, Aquidauana e Miranda. A estimativa é que a área atingida já chegue a 130 mil hectares, de acordo com informações obtidas a partir do monitoramento de satélites do Inpe.
O governo sul-mato-grossense informou que o fogo se espalhou por dois importantes pontos do Pantanal: o Parque Estadual do Pantanal do Rio Negro, considerado berço dos peixes do bioma, e uma parte da Serra do Amolar, que abriga diversas espécies animais e vegetais.
As chamas alcançaram também o distrito de Forte Coimbra, erigido pelos portugueses no século 18. Verifica-se ainda um possível foco de incêndio no Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema, que fica a aproximadamente 800 quilômetros de Corumbá.

Por meio de nota, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) informou que 37 homens do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, seis viaturas e uma aeronave serão enviados às áreas de preservação ambiental no Pantanal sul mato-grossense para participar da operação emergencial de combate aos incêndios.
No último domingo (3), sete bombeiros e uma aeronave seguiram para a região que abrange os municípios de Miranda, Corumbá e Aquidauana. Outros 30 homens embarcam para o estado na madrugada desta quarta-feira (6). O MDR vai repassar R$ 120 mil para custear as diárias dos profissionais pelo período previsto de dez dias.
Um outro valor, em análise na Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), será repassado para cobrir as despesas com alimentação e combustível da tropa.
“A equipe que já se encontra no Mato Grosso do Sul está trabalhando na operação com a aeronave, que tem capacidade de armazenamento de 3 mil litros de água. Os demais que chegam ao Pantanal juntamente com as viaturas, na quarta-feira, atuarão no combate ao fogo via terrestre”, destacou a pasta.
Na última sexta-feira (1º), a Sedec reconheceu situação de emergência devido aos incêndios que atingem parques, áreas de proteção ambiental e de preservação permanente do Pantanal.

Edição: Paula Laboissièr

Concorra a prêmios surpresas ao fazer parte de nossa newsletter GRATUITA!

Quando você se inscreve na nossa newsletter participa de todos os futuros sorteios (dos mais variados parceiros comerciais) do PlanetaOsasco. Seus dados não serão vendidos para terceiros.

PlanetaOsasco.com

planeta

O PlanetaOsasco existe desde 2008 e é o primeiro portal noticioso da história da cidade. É independente e aceita contribuições dos moradores de Osasco.

Artigos relacionados

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao topo
0
Queremos saber sua opinião sobre a matériax