Destaques

Cedae deve continuar negociações com consumidores

O presidente da Cedae, Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio, Renato Espírito Santo, afirmou  nesta sexta-feira (21), que a companhia está disponível para dar continuidade às negociações de um acordo de ressarcimento aos consumidores. A empresa negou que tenha oferecido desconto de 1,25 aos consumidores afetados pela presença da geosmina na água. Após ingressar com uma Ação Civil Pública, nesta quinta-feira, a Defensoria Pública do Estado afirmou que a empresa apresentou em contra proposta um ressarcimento de pouco mais de um real aos clientes.
O presidente da Cedae explicou que a empresa fatura mensalmente, 150 milhões de reais com o fornecimento de água à população da área atendida pelo Rio Guandu e que durante as negociações propôs compensação de 50%, desse valor aos consumidores. A empresa afirma que tem 900 mil ligações para fornecimento de água e que, por isso, o desconto seria de 83 reais em média por conta.

Em nota, a Defensoria Pública esclareceu que o cálculo da indenização, previsto na Ação Civil Pública apresentada à Justiça, foi feito com base no número de pessoas abastecidas pela Estação de Tratamento de Guandu, cerca de nove milhões, e não no número de ligações.

A nota diz que o valor de 75 milhões de reais informado pela Cedae não chegou a ser documentado e que mesmo que fosse formalizado, o montante não seria aceito.

A Defensoria afirma que o valor correspondente por pessoa seria de pouco mais de 8 reais, considerado irrisório frente aos graves danos e prejuízos causados a quem teve que recorrer à compra de água mineral ou ao consumo de água aquém dos padrões de qualidade.

Concorra a prêmios surpresas ao fazer parte de nossa newsletter GRATUITA!

Quando você se inscreve na nossa newsletter participa de todos os futuros sorteios (dos mais variados parceiros comerciais) do PlanetaOsasco. Seus dados não serão vendidos para terceiros.

PlanetaOsasco.com

planeta

O PlanetaOsasco existe desde 2008 e é o primeiro portal noticioso da história da cidade. É independente e aceita contribuições dos moradores de Osasco.

Artigos relacionados

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao topo
0
Queremos saber sua opinião sobre a matériax