Destaques

MP-PA constata que 30% dos municípios do estado não dão publicidade a contratações emergenciais

O Ministério Público do Pará identificou que cerca de R$ 12,5 milhões em contratações emergenciais, para o enfrentamento da pandemia da Covid-19 no estado, não foram publicados em portal específico, conforme determina lei federal.

O órgão está mapeando a transparência desses contratos firmados pelas prefeituras e constatou que cerca de 30% dos municípios paraenses não cumpriram a publicidade legal dos atos.

Em 19 municípios, não foram encontrados portais específicos para a divulgação dos contratos emergenciais. Já outras 24 prefeituras, apesar de terem criado o espaço na internet com essa finalidade, não deram publicidade às contratações já efetivadas.

Para o mapeamento, o Ministério Público pesquisou informações nos diários oficiais da União, do Estado do Pará e da Federação das Associações de Municípios.

O órgão ressalta que, além da regra especial de publicidade das contratações emergenciais para enfrentamento à pandemia, outras leis também determinam a transparência dos atos.

Os municípios estão obrigados ainda a registrar as informações de licitações e contratações nos sistemas do Tribunal de Contas do Município.

O Ministério Público vai oficiar as respectivas Promotorias de Justiça para a atuação concreta junto aos municípios.

Concorra a prêmios surpresas ao fazer parte de nossa newsletter GRATUITA!

Quando você se inscreve na nossa newsletter participa de todos os futuros sorteios (dos mais variados parceiros comerciais) do PlanetaOsasco. Seus dados não serão vendidos para terceiros.

PlanetaOsasco.com

planeta

O PlanetaOsasco existe desde 2008 e é o primeiro portal noticioso da história da cidade. É independente e aceita contribuições dos moradores de Osasco.

Artigos relacionados

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao topo
0
Queremos saber sua opinião sobre a matériax