Legislativo

Vereadores reforçam ações de combate e prevenção à dengue

Por Ana Rodrigues. Foto: Fernanda Cazzarine.

O aumento no número de casos de dengue registrados na cidade de São Paulo – foram 1.792 casos em 2024, quatro vezes mais que no mesmo período de 2023 – acendeu o sinal de alerta entre os vereadores de Osasco.

Por conta da proximidade com a capital paulista, os parlamentares osasquenses fizeram indicações ao Executivo sugerindo ações de combate e prevenção à doença.

“Estamos muito próximos de São Paulo e precisamos nos precaver para evitar que também tenhamos uma explosão de casos”, comentou Josias da Juco (PSD), autor da indicação que sugere a criação da figura do Agente Mirim de Combate à Dengue.

“A intenção é atingir o máximo de pessoas possíveis no município de Osasco, pois a conscientização e mobilização de crianças, estudantes da rede pública e particular, são os melhores e mais eficazes disseminadores de informações.” explica o parlamentar.

Desde o dia 1º de fevereiro, a Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Saúde, vem reforçando as medidas preventivas para combater possíveis criadouros do mosquito da dengue, intensificando a operação cata-bagulho e a ação dos agentes de saúde nos bairros.

Em 2023, segundo a Secretaria de Saúde, foram registrados 1.140 casos, sem nenhum óbito.

“Felizmente não registramos nenhum óbito em nossa cidade, por isso é fundamental que reforcemos as ações e as orientações à população. Como legisladores temos contato com muitas pessoas e exercemos um papel importante de orientação da população. O combate à dengue depende de cada um de nós”, afirmou Rodrigo Gansinho (PL).

Já o vereador Michel Figueredo (PRD) indicou ao Executivo a aplicação do fumacê inseticida em algumas regiões da cidade.

A população pode ajudar a combater a doença seguindo algumas orientações como:

Não deixar água parada, destruindo os locais onde o mosquito nasce e se desenvolve;

Deixar sempre bem tampados caixas d’água, poços, caçambas, tambores de água ou tonéis, cisternas, jarras e filtros;

Não deixar acumular água em pratos de vasos de plantas e xaxins;

Não juntar vasilhas e utensílios que possam acumular água (tampinha de garrafa, casca de ovo, latinha, saquinho plástico de cigarro, embalagem plástica e de vidro, copo descartável etc.);

Lavar e trocar a água dos bebedouros de aves e animais no mínimo uma vez por semana;

Manter o quintal limpo, recolhendo o lixo e detritos em volta das casas, limpando os latões e mantendo as lixeiras tampadas;

Não jogar lixo em terrenos baldios, construções e praças.

Segundo o Ministério da Saúde, a cidade de Osasco não está na lista de cidades que receberão doses da vacina contra a dengue.

Veja a lista de projetos aprovados na 2ª Sessão Ordinária de 2024

MULTIMÍDIA ► FOTOS | VÍDEO (breve)

Vereadores reforçam ações de combate e prevenção à dengue

Conteúdo oficial.

Concorra a prêmios surpresas ao fazer parte de nossa newsletter GRATUITA!

Quando você se inscreve na nossa newsletter participa de todos os futuros sorteios (dos mais variados parceiros comerciais) do PlanetaOsasco. Seus dados não serão vendidos para terceiros.

PlanetaOsasco.com

Dapieve M.

Monitoro notícias oficiais de Osasco e região; E verifico diariamente o portal da transparência da nossa cidade.

Artigos relacionados

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao topo
0
Queremos saber sua opinião sobre a matériax